Monday, November 07, 2005

Enérgica condenação católica ao experimento da clonagem.

A geração de um embrião humano através da clonagem por parte de um laboratório particular nos Estados Unidos provocou uma condenação enérgica no âmbito católico ao redor do mundo.
Além do explícito e enérgico comunicado dado a conhecer pela Sala de Imprensa da Santa Sede, Mons. Mauro Cozzoli, Professor de Teologia Moral da Pontifícia Universidade Lateranense, recordou que a ser o embrião um indivíduo, "a clonagem é um ato abusivo e moralmente censurável". "O fato de que o tenham feito para fins terapêuticos agrava o juízo, já que não se pode criar um indivíduo para depois suprimí-lo em benefício de outro", acrescentou o Prelado, que recordou que um embrião, ainda que tenha poucas células, tem o status de pessoa.
Cozzoli acrescentou que a clonagem "com êxito" anunciada pelo laboratório americano Advanced Cell Technology (ACT) "ofende a verdade da procriação, que deve se realizar com o encontro de dois gametas", e recordou que o Papa João Paulo II teria condenado os experimentos com embriões, ao afirmar que não há homem algum nem autoridade humana que possa dispor livremente e de maneira deliberada de uma vida humana inocente, e muito menos para depois destruí-la.

1 Comments:

Blogger Prof. Marcelino said...

Meninos:
Para começar o blog promete...
MAs há uma coisa que tem de ser alterada, nos posts é necessário colocar a fonte (o endereço do site de onde foi feita a cópia e/ou adaptação).

8/11/05 4:08 AM  

Post a Comment

<< Home