Monday, November 07, 2005

Aberração antropológica


O vice-presidente do Consórcio de Médicos Católicos, doutor Carlos Abel Ray, considerou que "é uma ofensa à dignidade do ser humano e uma aberração antropológica", e explicou: "há dois tipos de coisas que se podem fazer com a clonagem. Uma é a fissão, quer dizer, dividir um embrião pela metade para que se produzam seres idênticos. Mas a clonagem de por diferentes células é muito mais grave ainda e as repercussões éticas do problema são muito ruins para a humanidade. Desde o ponto de vista antropológico e desde oreligioso, para qualquer das crenças monoteístas que consideram que Deus é o criador do homem e que deve-se procriar pelos métodos naturais". "Poderia ser -continuou Ray, professor pró-titular da cátedra de Medicina Legal na Universidade Católica Argentina e ex- professor de Pediatria da UBA- que se utilizasse com alguns fins que poderian ser bons, mas que por hora não estão comprovados em absoluto. Mas ainda quando pudessem ser úteis em algum caso especial, como uma doença neurológica, nunca esse fim supostamente bom justifica a maldade da operação em si, que ultraja a dignidade do ser humano".

1 Comments:

Blogger Prof. Marcelino said...

Meninos:
Para começar o blog promete...
MAs há uma coisa que tem de ser alterada, nos posts é necessário colocar a fonte (o endereço do site de onde foi feita a cópia e/ou adaptação).

8/11/05 4:27 PM  

Post a Comment

<< Home